Medicinas Convencionais

 

Na história da Medicina sempre foi considerado que o acto médico em si, prestado pelo Clínico credenciado, foi sempre aceite como a denominada Medicina Convencional.

 

A evolução dos tempos, e a investigação, fez alargar rápidamente este conceito a novas especialidades e valências, na procura da melhor solução para o bem estar do doente.

 

Hoje a Medicina Convencional rodeou-se de uma série infinda de opções terapêuticas que se complementam, e caminham de braço dado, para um futuro com mais saúde, tanto física como espiritual.

Clínica Geral
Psicologia

Sediado no Concelho de Odivelas há mais de 30 anos , o Dr. Victor Calisto é uma referência da prática da Medicina Geral e Familiar nesta abrangrente população.

 

Com a especialidade de Avaliação do Dano, está também cotado com uma das mais importantes personalidades neste ramo, englobando a avaliação, estudo e acessoria em âmbito do direito do trabalho, civil e criminal.

Terapia da Fala
"Consiste no desenvolvimento de atividades no âmbito da prevenção,avaliação e tratamento das perturbações da comunicação humana, englobando não só todas as funções associadas à compreensão e expressão da linguagem oral e escrita, mas também outras formas de comunicação não verbal."
(D/Lei 261/93, de 24 de Julho)
 
O que faz o terapeuta da fala?
O Terapeuta da Fala é o profissional responsável pela prevenção, avaliação, intervenção e estudo científico das perturbações da comunicação humana, englobando não só todas as funções associadas à compreensão e expressão da linguagem oral e escrita mas também outras formas de comunicação não-verbal.
 
O Terapeuta da Fala intervém, ainda, ao nível da deglutição (passagem do alimento desde a boca até ao estômago).
 
Avalia e intervém em indivíduos de todas as idades, desde recém-nascidos a idosos, tendo por objetivo geral otimizar as capacidades de comunicação e/ou deglutição do indivíduo, melhorando, assim, a sua qualidade de vida (ASHA, 2007).
 
Quando devo recorrer ao terapeuta da fala?
De seguida focamos algumas dificuldades que podem levar à procura do terapeuta da fala em cada faixa etária.
Neonatologia: prematuridade, dificuldades na alimentação, dificuldades na comunicação;
 
Crianças: alterações de comunicação, linguagem, fala, leitura e escrita, gaguez, motricidade orofacial, deglutição.
Jovens, adultos e idosos:
 
gaguez, perturbações da linguagem, fala e deglutição adquiridas (ex.: associadas a doenças degenerativas, AVC…), patologias vocais (ex.: nódulos, pólipos…).
 
No entanto, o terapeuta da fala não atua apenas após a instalação de um problema, a prevenção e a promoção de desenvolvimento de competências é uma área de atuação cada vez mais importante.
 
Assim como exemplo,  as competências da comunicação da voz nos mais diversos profissionais (professores, locutores, entre outros), prevenindo também o surgimento de patologia é uma importante resposta que o terapeuta da fala pode dar.
 
 

Horário:

3ª Feira das 14.00 às 20.00

 

 

"Ciência que estuda o comportamento e os processos mentais". (Dicionário Priberam)

 

O que faz o psicólogo clínico?

O psicólogo clínico é, essencialmente, um profissional de ajuda, promovendo no indivíduo a modificação de comportamentos que interfiram significativamente no seu bem-estar e ajustamento psico-sócio-emocional.

 

A Psicologia desempenha assim um papel fundamental na prevenção, avaliação, diagnóstico e intervenção nas questões que afetam a saúde mental.

 

A intervenção do psicólogo tem por base o estabelecimento de uma relação de empatia e aceitação, proporcionando à pessoa um espaço de partilha onde este se sinta verdadeiramente seguro.

 

A relação terapêutica aliada a estratégias facilitadoras do processo de mudança são os principais componentes da intervenção psicológica.

 

Quando devo recorrer ao psicólogo clínico?

São várias as questões que podem levar alguém a recorrer ao psicólogo clínico.

 

População mais jovem: Os pais procuram o psicólogo geralmente quando se deparam com problemas de comportamento, problemas emocionais (depressão, ansiedade), quando os seus filhos manifestam dificuldades de relacionamento interpessoal/isolamento social, dificuldades de atenção e concentração, dificuldades de aprendizagem, perturbações de eliminação (enurese/encoprese), distúrbios alimentares ou problemas relacionados com o sono.

 

Também em situações de adoção, divórcio, maus – tratos ou em processos de luto o acompanhamento psicológico pode constituir um apoio importante para as crianças e adolescentes.

 

Adultos: Situações de depressão ou ansiedade, perturbações da personalidade, problemas relacionais ou emocionais, situações de doença crónica e processos de luto são as principais problemáticas que levam os adultos a procurar o apoio do psicólogo.

 

Estes são apenas alguns exemplos de situações que o psicólogo clínico pode constituir um recurso importante. No entanto, importa realçar que nem sempre procurar o psicólogo é sinónimo de “problema”.

 

Este desempenha também um papel importante na promoção do bem-estar e desenvolvimento pessoal. Por exemplo, o psicólogo pode ser procurado por pessoas que sintam necessidade de desenvolver as suas competências no domínio social ou emocional, promovendo assim uma melhoria nas suas relações interpessoais.

 

Também em situações de tomada de decisão mais complexas, o psicólogo pode auxiliar quem o procura.

 

Na intervenção com idosos, o psicólogo pode desenvolver um trabalho que vise a estimulação das suas funções cognitivas, o que certamente irá promover nesta população maior autonomia e bem-estar psicológico.

 

Para finalizar, é importante salientar que recorrer a um psicólogo é um ato que manifesta um sentido de responsabilidade e preocupação face ao seu bem-estar ou ao bem-estar daqueles que lhe são próximos, e não um sinal de incapacidade ou fraqueza.

 

 

Horário:

3ª Feira das 14.00 às 20.00

Massoterapia

A Massoterapia é uma área específica da massagem essencialmente direcionada para o alívio das dores e diversas disfunções fisiológicas visando a manutenção ou a recuperação de funções.

Desta forma, é uma massagem com fins médicos e que utiliza diversas técnicas de acordo com o diagonóstico do Massoterapeuta, que direcionando o seu trabalho em função das necessidades do paciente com o toque das suas mãos experientes e conhecedoras da anatomia humana, vão ao ponto exato determinar o que se passa.

Pode ser aplicada a diferentes parte do corpo, e é possível de ser usufruida dentro de todas as faixas etárias.

Aliando à massagem terapêutica, pode ainda o Massoterapeuta aplicar calor húmido,  termoterapia, electroterapia e ensinar o paciente a fazer exercícios de carácter corretivo, visando sempre atingir os melhores resultados terapêuticos.

 

Horário:

5ª Feira das 14.00 às 20.00