Medicinas Alternativas

 

Também designadas de Holísticas porque entendem o Ser Humano como parte integrante de um Todo (Corpo/Alma e Espírito). Tem como objectivo a saúde integral do doente, agindo não apenas nas causas das doenças mas também nos sintomas, sem no entanto recorrer ao uso de quimicos, mas tal não lhe retira credibilidade , uma vez que também é baseada em estudos cientificos.

 

As Medicinas Alternativas baseiam se nas práticas da Medicina Tradicional Chinesa, que entende que a cura pode vir da própria pessoa através de hábitos saudáveis.

No entanto, apesar de eficaz,e em casos mais graves  ela não deve substituir a convencional .

São Metodologias que não se opõem , mas que se complementam.

Osteopatia

 

É uma Medicina Natural, reconhecida, sem recurso a cirurgias e que enfatiza a sua acção no doente e não na doença.

Assenta em princípios filosóficos diferentes da Medicina Convencional uma vez que utiliza uma metodologia própria sempre numa abordagem Holística da Saúde.

A partir dos prodedimentos de diagnóstico aplicados na avaliação médica convencional a Osteopatia procura restaurar o funcionamento do corpo recorrendo a várias técnicas manuais entre elas a manipulação do sistema músculo-esquelético (ossos,músculos e articulações).

Tendo o Osteopata uma formação Académica Superior poderá ainda recomendar terapias associadas como a Acupuntura, a Electroterapia, Massagens e Exercício Físico adequado com vista à perca de peso e à mudança de estilo de vida.

 

Horário:

4a feira das 09.00 às 13.00 horas

Acupunctura

 

Medicina Tradicional Chinesa

 

A medicina tradicional chinesa é, nas longínquas paragens do Oriente, já milenar, cerca de cinco mil anos, e a vitoriosa sobrevivência de que tem sido protagonista é a melhor prova da sua eficácia.

 

Por ser a mais antiga e praticada Medicina ao longo da história da Humanidade, é atualmente reconhecida a nível mundial como uma medicina válida para o tratamento de qualquer patologia.

 

No Ocidente, as suas inegáveis vantagens começam também a ser reconhecidas e as cinco terapias que lhe servem de base - a Acupuntura, a Fitoterapia, o QiGong, a Massagem Tui-Ná e a Dieta - são cada vez mais populares entre os ocidentais.

 

A acupuntura é uma das suas técnicas terapêuticas que consiste na inserção de agulhas finas, descartáveis e sem dor, em pontos do corpo, com o objetivo de regular as funções orgânicas e restabelecer a saúde.

 

Para se realizar a prática de acupuntura, o paciente é sujeito a um diagnóstico em que o terapeuta relaciona os sinais e sintomas que este apresenta com o cosmos, ou seja, o indivíduo é visto numa relação com o seu meio exterior.

 

Pois, para a doença aparecer além de causas fisiológicas, inerentes aos processos de degeneração do organismo, esta pode dever-se à sua relação com o meio que nos rodeia, ambiente, alterações climatéricas, stress externo e à nossa mãe terra através da alimentação, poluição das águas e mesmo desequilíbrios eletromagnéticos.

 

Após um cuidado diagnóstico bioenergético, o terapeuta escolhe os pontos que mais se adequam ao tratamento da causa patológica e ajuda no reequilíbrio do meio energético que o envolve.

 

Normalmente é aconselhada também fitoterapia que consiste na administração oral de plantas medicinais chinesas. As fórmulas de fitoterapia, com centenas de anos, são equilibradas e produzem poderosos efeitos terapêuticos.

 

Em 1979, a Organização Mundial de Saúde (OMS) editou uma lista com 41 doenças que apresentaram excelentes resultados com o tratamento de acupuntura. 

 

Dor

Artroses e Artrites      

Problemas de Coluna    

Cervicalgias

Lombalgia     

Artrite reumatóide    

 Problemas ósseos

Tendinites    

Asma     

Cefaleias

Enxaquecas

Problemas musculares

Eczema

Psoriase

Problemas respiratórios

Ciática

Paralesia facial

Parestesias

Sinusite e rinite

Tremores e tiques

Sequelas de AVC

Parkinson

Alzheimer

Tosse crónica

Fibromialgia

Zumbido e Surdez

Nevralgias

Medos-Fobias

Ansiedade

Stress

Insónia

Incontinência urinária

Espasmos musculares

Epicondilite

Sindroma de Meniére

Sindroma de Túnel Cárpico

Problemas ginecológicos

InfertilidadeImpotência

Azia e Digestões difíceis

Problemas neurológicos

Sindroma Pré-Menstrual

Diabetes

Prurido

Obstipação

Efeitos da quimioterapia

Hipertensão Arterial

 

O Conhecimento de uma Medicina Milenar…

…agora ao seu dispor!

 

Horário:

2ª Feira a partir das 14.00 horas